A Ascensão de Mestre Maa

By Rafael • • 11 dez 2012

MESTRE MAA HO YANG concluiu a Grande Obra, libertou-se do ciclo de transmigração e tornou-se o próprio Tao

Jornal Tao do Taoísmo – n. 14 índice

foto: MESTRE MAA

“Assim o Homem Sagrado deixa seu corpo para traz e o corpo avança além do corpo, o corpo (espiritual) permanece através do não corpo, conclui o corpo”

Tao Te Ching, cap. 7 Lao Zi

“O Caminho tem o poder do eterno Assim, mesmo perdendo o corpo, não irá perecer”

Tao Te Ching, cap. 16 Lao Tzé

A Sociedade Taoísta do Brasil realizou no dia 06.01.2003, no Templo da Sublime Transparência, no Rio de Janeiro, ritual em intenção da ascensão do Imortal Maa Ho Yang.

MAA HO YANG, foi Mestre patriarca da sétima geração de uma das quatro escolas mais tradicionais da China: a Escola Oeste de Alquimia Taoísta.

A Sociedade Taoísta do Brasil floresceu graças aos ensinamentos e iniciações transmitidos por ele a seu discípulo, MESTRE Wu Jyh Cherng, ao grupo fundador da Sociedade, aos sacerdotes e aos iniciados no aprendizado do mistério e da restauração do Tao.

Mestre Maa atuou como guardião e transmissor dos conhecimentos ancestrais da Autêntica Tradição Espiritual e foi um dos grandes responsáveis pela reconstrução do Taoísmo na China. Graças a ele o Ocidente, através da Sociedade Taoísta do Brasil, pôde ter acesso à essência dos ensinamentos orais iniciáticos, até então descritos apenas através de termos simbólicos como o tigre, dragão, chumbo, mercúrio, caldeirão e elixir.

Mestre Maa dedicou sua vida ao Tao da Alquimia.

Tornou-se uma fonte de inspiração e orientação para aqueles que o conheceram e a seus ensinamentos preciosos. Em 1996 foi o responsável pela união de forças taoístas em todo o mundo para a construção do Templo de Lao Tzé em sua cidade natal na China Continental.

Há algum tempo, Mestre Maa já havia dado sinais de “que estava se preparando para ir embora”. Reuniu alunos para dar as coordenadas sobre o futuro da Escola Oeste de Alquimia; tornou-se ainda mais quieto, recolhido e ficava longas horas em meditação. No último mês, iniciou um processo de depuração física, comeu cada vez menos, eliminando toxicidades do corpo físico.

Mestre Maa alcançou o que no Taoísmo é chamado de imortalidade: a união da consciência e da vida infinita. Apesar de não gostar de fazer demonstrações de fenômenos, logo após sua ascensão, vários sinais de sua realização espiritual foram dados a diferentes discípulos, através de provas da aparição do seu Corpo de Luz.

Mestre Maa mostrou aos seguidores da Tradição espiritual que o Caminho Místico é seguro e realizável. Retornou à Terra da Eternidade, a terra natal primordial de todas as coisas que sempre existiu e sempre continuará existindo: o Tao.

O Tao é o Caminho, o caminhante e o ato de caminhar. O Tao é vivência, é alquimia, é filosofia viva e não um puro jogo intelectual, e, por isso, é fundamental integrar o Tao à vida.

Os ensinamentos do Mestre Maa são como um mapa com as setinhas que permitem alcançar essa terra primordial. Os aprendizes devem buscá-la através do coração sincero e da conduta virtuosa. Quem tem seus pés pisando sobre o solo verdadeiro pode seguir, fluir sem se manchar. Esse é o caminho da Obra Final do Grande Homem, e não há transmigração (ciclo do retorno) que seja capaz de aprisioná-lo.

A partir de sua ascensão espiritual, celebrada pelo taoísmo por meio de seus rituais, ele passou a a ser reconhecido como o Imortal Maa Ho Yang.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *