A Força do Princípio

By Rafael • • 11 dez 2012

Nasce um templo em São Paulo

Wagner Canalonga, Sacerdote Taoísta, Regente do Templo São Paulo

Jornal Tao do Taoísmo – n. 11 índice

Li certa vez que o bambu chinês desenvolve-se de uma forma sui generis. Enquanto broto, suas raízes crescem vigorosa e abundantemente durante quatro anos, ao passo que seu caule mantém uma altura constante de aproximadamente dez centímetros no mesmo período. Ao longo do quinto ano, entretanto, o pequeno caule desenvolve-se rapidamente, atingindo alturas que vão além dos vinte metros!

Durante os últimos oito anos, o Mestre Wu Jyh Cherng trabalhou intensamente para trazer ao público paulistano o acesso a conhecimentos de valor inestimável. Abriu-nos o “portal” para uma compreensão profunda, abrangente e dinâmica do Yi Jing (I Ching), o milenar oráculo chinês. Ensinou-nos sobre os meandros do Chi, nosso sopro vital, sutil e invisível, através dos exercícios do Qi Gong (Chi Kun). Treinou nossa força e flexibilidade, nossa expansão e recolhimento, nosso equilíbrio e nosso eixo, com a prática do Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan). Revelou segredos sobre a nossa harmonia com o ambiente, através da compreensão e da utilização das forças do Céu e da Terra, pela arte do Feng Shui. Ofereceu-nos várias chaves para a interpretação dos mistérios do nosso destino, através do estudo da Astrologia Chinesa.

Os olhares mais apressados podem enxergar um plantio variado de inúmeras sementes distintas, em um campo de grande fertilidade. Entretanto, Mestre Cherng em certo ponto nos trouxe a Meditação e o estudo do Tao Te Ching, o clássico fundamental da Tradição Taoísta. Depois vieram os cantos, os mantras, as divindades e outros estudos filosóficos, mostrando cada vez mais que todos aqueles ensinamentos, aparentemente independentes, estavam unidos por algo muito maior, o Tao. Percebemos que as várias vertentes de trabalho sustentavam o objetivo central de criar as condições propícias para o enraizamento do Taoísmo na capital paulista. O Taoísmo enquanto caminho de desenvolvimento espiritual. Este sim, o tronco central da proposta original de nosso Mestre.

No decorrer do processo, muitos passaram, muitos se aproximaram, alguns ficaram… Curiosos viraram simpatizantes, que viraram estudantes, que viraram praticantes. Vários decidiram tomar o Taoísmo como seu caminho. Quando percebemos, já estávamos bastante envolvidos e formamos um grupo. Um grupo itinerante, quase mambembe, que foi do Oeste para o Leste, do Leste para o Oeste, mas resistiu bravamente às várias mudanças e intempéries. E o grupo virou Núcleo! Um núcleo mais organizado, que já mostrava alguns dos resultados do plantio do Mestre Cherng, ainda que de forma modesta. Um núcleo que já tinha o espírito e a motivação de levar adiante o trabalho iniciado pelo Mestre Jardineiro. Um núcleo que desde o início tinha o firme propósito de ser árvore! E o nosso Núcleo virou Templo!!!

Quem participou de alguma forma deste processo sabe que o nosso Templo já nasce cheio de vida, cheio de história e firme em suas raízes! Sabemos de nossa fragilidade, pois ainda somos broto, estamos no início de um novo ciclo, sujeitos aos ventos e às trovoadas desta nova primavera. Porém temos a certeza de que a força do Princípio está profundamente enraizada em nossos corações. E o Princípio que nos move, herdado de nosso Grande Mestre, é o de compartilhar as tantas bênçãos que recebemos pelo caminho com os amigos que desejarem beber da água sagrada da Tradição Taoísta.

A você, amigo, nossas boas vindas!

Saúde e longevidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *