Confúcio estava no lugar errado. E Você?

By Rafael • • 11 dez 2012

Wu Jyh Cherng Sacerdote Taoísta Autor de: “I Ching A Alquimia dos Números”, Editora Mauad

Vejamos o que aconteceu com Confúcio: ele passou muitos anos estudando e quando teve consciência de que era muito bom, um dos melhores, entendeu que podia fazer alguma coisa para a humanidade. E uma das maneiras mais fáceis de fazer o bem era se tornar um bom governante porque o governante tem o poder de fazer. Então, ele disse para si mesmo: “se sou um idealista e tenho conhecimento, consciência e capacidade, se eu for um prefeito ou um governador, vou poder fazer muito com a minha habilidade.” Aí ele tenta entrar na carreira política, tentou de toda maneira, mas não conseguiu deslanchar. Aí refletiu: “será que não deslanchei porque tenho cabeça oca? Ou porque não possuo capacidade e talento? Isso não é verdade, sei que tenho capacidade e talento. Então não deslanchei porque não estou na posição certa, não estou na situação adequada”.

Aqui nós entendemos o momento como qualidade, adequação. Ele já estava com a qualidade, já estava no momento de se tornar alguém importante, de fazer algo de bom, e teve consciência disso. Mas ele se decidiu por seguir a carreira política. Tentou, tentou, mas nada concretizou porque “as portas não se abriram”. Aí ele voltou a refletir: “por que nessa situação as coisas não aconteceram? Deve ser porque estou na situação errada, apesar de estar no momento certo. Já estou pronto para fazer grandes empreendimentos, mas nessa situação as coisas não acontecem, então vou mudar de situação.

Aí ele mudou e passou a ser professor e orientador e nessa hora deslanchou, teve três mil discípulos, vindos dos sete reinos da época, formou 72 discípulos brilhantes – quase todos os Primeiros-Ministros de todos os sete reinos foram discípulos dele – e ainda teve uma influencia cultural que dura até hoje, por três mil anos, e expandiu-se por toda a Ásia. O que ele fez para conseguir esse resultado? Mudou a situação.

Esse exemplo nos mostra uma coisa: se você está no momento certo e a circunstância não acontece é porque você tem a metade da circunstância que é o momento, mas falta a situação. Então, ajuste a situação! E também o contrário: se você está numa situação favorável, numa sociedade próspera, numa boa escola, numa boa sociedade, num ambiente social razoavelmente equilibrado, harmonizado e próspero e você não esta conseguindo dar certo, então o que tem que ajustar não é a situação, não é mudar a sociedade, até porque você não tem como mudá-la, é o “eu momento” que não se ajustou, então você tem que ajustar esse momento. E o que faltou para chegar esse momento? Você tem que se perguntar: “Excedi-me em alguma coisa? Passei do ponto no meu comportamento individual ou faltou algo para eu ter uma estrutura adequada para essa situação? Se toda a situação é favorável, ideal, o que não está funcionando? Eu.” Nesse caso, ocorre o contrario, você tem que ajustar o seu tempo. “As vezes, no I Ching isso aparece como “A Espera”, que diz que você tem que esperar humildemente, estruturar , aprender, estudar, fazer mais para chegar ao momento certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *