Editorial: Dou Mu

By Rafael • • 11 dez 2012

o túnel por onde nasce o Tempo e o Cosmos

Jornal Tao do Taoísmo – n. 20 índice

Dou Mu é a divindade taoísta responsável pela existência das galáxias e das estrelas. Representa o túnel por onde nasce o tempo e o cosmos. Segundo a teologia taoísta, é considerada a criadora do tempo. Por isso, tem poder sobre o destino.

Foto: Dou Mu, Senhora do Destino e Mãe das Estrelas, imagem da Dinastia Qing, século XVIII, porcelana Dehua, altura 24,8 cm, Museu de Arte Asiática, São Francisco/EUA.

Dou Mu é a divindade que permite a expressão do tempo e do espaço. Por ter criado todos os corpos celestes, que com seus movimentos nos dão a noção de tempo, é a mãe das constelações.

O tempo, como nós o compreendemos, surgiu com Dou Mu. Ela simboliza o Portal entre o nosso mundo Yin/Yang – onde o tempo é finito e pode ser medido – e os mundos do Tai Ji – onde o tempo é infinito – e Wu Ji, o mundo não-tempo.

A Mãe das Estrelas situa-se no limiar entre o Mundo Manifestado e o Absoluto. Controla a abertura através da qual nasce o nosso universo e também permite a volta ao Absoluto.

Dou Mu está no portal entre dois mundos. Em um deles há vida e morte; no outro, nem há vida nem morte – o que existe é o Espírito e o Sopro do Absoluto. Por isso, na China, é cultuada para favorecer a longevidade.

Na China, em homenagem a Dou Mu, é realizado, uma vez por ano, um dos principais rituais taoístas, com duração de 52 dias. O ritual é celebrado para invocação de longevidade, proteção, segurança, prosperidade e felicidade.

Também é possível solicitar um ritual em intenção da divindade Dou Mu, Mãe das Estrelas. Os sacerdotes da Sociedade Taoísta do Brasil estão aptos a realizá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *