Lü Tzu e as Dez Provas para Iluminação

By Rafael • • 11 dez 2012

Lü Tzu nasceu na dinastia Tang há aproximadamente 1200 anos. De tradicional família de eruditos, através de seu caminho espiritual, alcançou a Grande Iluminação, que os mestres taoístas chamam de Imortalidade. É considerado um dos mais importantes Imortais.

…após o seu encontro com seu Mestre Zhong Li Chuan, Lü Tzu partiu em busca da sua realização espiritual e seguiu para retiro no monte Chong Nan. Lá, Lü Tzu passou por dez provas espirituais:

No primeiro dia, sentado na esteira durante a meditação, Lü Tzu viu a morte de toda sua família. Sem tristeza, realizou o funeral de todos os falecidos;

No segundo dia, ao fazer compras na feira, tendo já acertado o preço, no momento do pagamento o vendedor resolveu cobrar-lhe o dobro. Sem discussão, Lü Tzu pagou pelo que desejo;

No terceiro dia Lü Tzu recebeu na porta de sua casa um mendigo que lhe pedia algo útil. Ele lhe ofereceu um utensílio. Insatisfeito com a quantidade, o mendigo pediu-lhe algo mais. Lü Tzu então entrou em sua casa, em busca de algo para o mendigo. Irritado com a demora, o mendigo ofendeu-lhe em voz alta. Lü Tzu retribui com um sorriso. O mendigo foi embora dando gargalhadas;

No quarto dia, Lü Tzu estava cuidando das ovelhas na montanha quando apareceu um tigre querendo comê-lo e a seu rebanho. Sem medo, Lü Tzu avançou em direção ao tigre com passos largos. O tigre rugiu e imediatamente foi embora;

No quinto dia Lü Tzu estava estudando em sua cabana quando apareceu uma linda jovem tentando seduzi-lo. Sem obter sucesso, a jovem foi embora;

No sexto dia, Lü Tzu ao cavar a terra encontrou um jarro com ouro. Ele cobriu-o novamente com terra, sem se beneficiar do seu conteúdo;

No sétimo dia, Lü Tzu viajando no mar; numa noite de tempestade, enquanto todos que estavam no barco se desesperavam, ele não teve nenhum medo;

No oitavo dia cercado por almas esfomeadas Lü Tzu não teve medo;

No nono dia Lü Tzu comprou um vaso de bronze. Ao chegar em casa percebendo que o vaso era de ouro, devolveu-o ao vendedor;

No décimo dia Lü Tzu encontrou uma alma sendo encaminhada por um oficial da prisão terrestre. O morto disse-lhe: “Você me matou na outra vida, quero me vingar de você!” Lü Tzu respondeu-lhe: “Quem mata merece justiça. Como você prefere que eu morra?” O outro lhe respondeu: “Quero que bata a cabeça contra a carroça!”. Lü Tzu concentrou-se para morrer. Nesse momento uma voz ecoou no céu: “Não morra assim!”. Era Zhong Li Chuan, que descia lentamente do céu enquanto a alma e o oficial da policia terrestre desapareciam.

Zong Li Chuan disse a Lü Tzu: “Difícil é a morte do coração mundano e o encontro do recurso para a imortalidade. Você passou pelas dez provas, mas ainda resta realizar três mil obras espirituais e oitocentas caminhadas da virtude para que você possa ascensionar comigo para mais uma etapa de aprendizagem.”

Assim, montado sobre as nuvens o Imortal Zhong Li Chuan levou Lü Tzu para uma caverna no topo do monte Ho Tin, guardado por dois tigres. No interior da caverna havia um palácio de jade dourado com um jardim repleto de vegetações desconhecidas e animais diferentes, tendo um clima agradável, semelhante à primavera.

Lá, Lü Tzu recebeu o ensinamento do reprocessamento do elixir de ouro liquido (alquimia taoísta), junto com o livro O Espelho da Matéria-Prima, de autoria do Imortal Tzue Shi Fan. Quatro anos mais tarde, após a conclusão do Elixir, Lü Tzu retornou ao mundo, com o voto de iniciar aqueles que desejam a ascensão. Salvando inúmeros seres Lü Tzu criou em torno de si a maior lenda da historia do Taoísmo. Sendo patriarca da tradição Shao Yang, Lü Tzu deu origem a quatro das mais importantes linhagens da alquimia taoísta.

Eis um poema de sua autoria:
“Viajante da aurora no mar do norte
Repousando no ocaso do cipreste verde
Dentro do seu manto há uma serpente azul
Erguendo o sopro da coragem
Três vezes embriagando-se na claridade da montanha
Os homens não o conhecem
Cantando e voando
Atravessa o lago, o jardim e a caverna.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *