Portas Abertas

By Rafael • • 11 dez 2012

Há vários caminhos para se descobrir o Caminho…

Wagner Canalonga, Sacerdote Taoísta, Regente do templo em São Paulo

Jornal Tao do Taoísmo – n. 12 índice

Há várias portas que se abrem para adentrarmos o Tao… Para alguns, o Caminho se apresenta pelas vias do corpo. Para estes, os Mestres do Tao ensinaram as maneiras de se perceber o sutil presente no corpo: o Chi, nosso sopro vital. Ensinaram como cultivar e harmonizar esse sopro, para promover a saúde e edificar a longevidade. Por isso, muitos conhecem o Tao através das artes de cultivo do Chi: o Tai Ji Quan (Tai Chi Chuan) e o Qi Gong (Chi Kun), por exemplo.

Para outros, amantes do estudo e da reflexão, o Caminho se desvenda pelas vias lógicas do raciocínio e da compreensão. Para estes, os Mestres do Tao deixaram mapas valiosos para o conhecimento do Universo e seus mecanismos, deixaram chaves preciosas para elucidarmos os segredos da natureza humana. Ensinaram como utilizar o raciocínio para clarificar e organizar o pensamento, criando sólidos alicerces para a sustentação de uma mente lúcida e desperta. Por isso, muitos conhecem o Tao através dos textos sagrados e da sua filosofia, ao mesmo tempo profunda e abrangente.

Muitos, ainda, têm no contato com o Mistério sua via de realização pessoal. Para estes, os Mestres deixaram “ferramentas que permitem ver através dos véus do obscuro”, compreender “o que a mente não enxerga a olhos nus”. Ensinaram como interpretarmos os sinais do Céu, da Terra e do Homem, para conhecermos os meandros do Destino, decidindo com sabedoria sobre os próximos passos no caminho. Muitos conhecem o Tao através dos seus oráculos, como a Astrologia Chinesa, o Feng Shui e o Yi Jing (I Ching).

Também há aqueles que têm no auxílio aos semelhantes a viga mestra de suas vidas. Para estes os Mestres deixaram as maravilhosas artes da cura: das pessoas, dos ambientes, das relações. Ensinaram como usar a sabedoria das leis do Universo para o benefício dos homens e dos seres, para o cultivo da harmonia e da vida. E por isso muitos vêm a conhecer o Tao pelas vias Medicina Chinesa e suas técnicas milenares.

Há também os que orientam sua busca pelo caminho da reverência, pela devoção do coração. E os Mestres do Tao deixaram para estes as preciosas revelações sobre as forças e consciências espirituais superiores, que merecem nosso profundo respeito e gratidão. Ensinaram como cultuarmos o divino reverentemente, abrindo os portais que nos aproximam dos reinos espirituais superiores, trazendo o auxílio e a inspiração dos mestres iluminados para a nossa vida. Por isso o Tao se apresenta para muitos através dos rituais e práticas iniciáticas dos cantos, recitações e invocações.

Qualquer que seja a porta de entrada, entretanto, todos os caminhos levam a Roma, ou melhor, ao Tao… Neste Grande Caminho, os vários caminhos se cruzam, mantendo-se paralelos… Não há técnica de sabedoria sem base filosófica. Não se pode curar o Chi sem que se tenha experimentado o Chi. Não há devoção sincera sem uma compreensão verdadeira. No Caminho do Tao, os caminhos são dinamicamente integrados. Saúde e longevidade, sabedoria e bondade, harmonia e sinceridade…

E o nosso trabalho na Sociedade Taoísta do Brasil é justamente manter abertas e bem preservadas as várias Portas do Caminho! Gerar oportunidades para vivenciarmos o Tao numa grande comunhão solidária, auxiliando-nos mutuamente e aprendendo juntos a trilhá-lo com perseverança e alegria! Venha compartilhar deste tesouro conosco! Nossas portas estão abertas!

Seja qual for a sua via de entrada, encontramo-nos no Caminho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *